domingo, 16 de outubro de 2016

Viu só: já encontrei agora pouco aqui no Facebook uma certa marca de Refrigerante que começou imitar bem assim: #InterneTchê : Penso que irão imitar esse tal de #InterneTchê E também observo que já encontrei até site imitão do nome do meu blog: INTERNETCHÊ!!!!



CharlesNetto e Meu "Amigo Gaiteiro" do Churrasquinho do Gaúcho
No Link: http://www.churrasquinhodogaucho.com

Fotos de CharlesNetto na Bienal do MERCOSUL.
Penso que irão imitar esse tal de  #InterneTchê 


Fotos de CharlesNetto na Bienal do MERCOSUL
(Representação artística da realidade como é uma Fronteira no Rio Grande do Sul)


Fotos de CharlesNetto na Bienal do MERCOSUL


Fotos de CharlesNetto na Bienal do MERCOSUL
(Mapa do Rio Grande do Sul/BR)


Fonte onde eu também já havia observado isso: QUE QUEM NÃO CONSEGUE SER CRIATIVO APENAS PODE SER UM IMITÃO E TENHO DITTO...

terça-feira, 11 de outubro de 2016

A Delicada | Joca Martins e Juliana Spanevello Web Série Barulho de Campo... Que alegria ter participado deste projeto especial, nesta composição que admiro tanto! Obrigada Joca Martins por valorizar meu canto! Divido com vocês o segundo capítulo da web série #barulhodecampo - A DELICADA. - Com alegria e emoção, trago pra vocês o segundo capítulo da Web Série Barulho de Campo! A DELICADA traz a participação da Juliana Spanevello. Espero que estes versos e esta melodia possam levá-los até os lugares que cantamos com tanto amor e carinho! #barulhodecampo #webseriebarulhodecampo #jocamartins #jocamartins30anos #julianaspanevello

"O Sábio do Mate" Joca Martins e Juliana Spanevello


O Sábio do Mate - Juliana Spanevello
No fundo desse meu mate habita um sábio,
Um velho de barbas brancas que tudo entende...
Das trenas, das longitudes, dos astrolábios;
Encerra tudo o que apaga, tudo o que acende!

Na água - suave remanso - de rio tão largo,
Na erva verde-coxilha virgem de arado;
Procuro a luz do caminho dentro do amargo
No sábio que me responde, mesmo calado...

Pra ele não há segredos, não há mistérios...
Por velho, sovou as rédeas do coração...
Talvez por isso, a lo largo, todo o gaudério
Aceita tantos conselhos do chimarrão!

Quem ouve o sábio do mate, sabe da vida!
Mateia, assim solitário, com toda a calma...
Pois no silêncio do mate, em contrapartida,
Se escuta a voz experiente da própria alma!

Pois dormem dentro da cuia: pialos, bravatas!
A história desta querência em seus alfarrábios,
Sorvida pela memória em bomba de prata...
No fundo desse meu mate habita um sábio!

Um dia vai, outro chega, é esta a jornada...
Começa outro caminho se um chega ao fim...
E em cada mate que cevo na madrugada
O velho sábio se acorda dentro de mim!
Fonte...
https://www.letras.mus.br/juliana-spanevello/1908470/

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Vinte de setembro - 20 de Setembro ...

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Vinte de setembro
 20 de Setembro 
Acordei no planalto 
Pra celebrar o asfalto 
Lá em Passo Fundo


Notei um lindo  
Cavalo afamado, o melhor do mundo 
Encheu-me de conforto com a sua família


200 cavaleiros 
De prontidão lhe dei 
Com ele suspirei 
Na data farroupilha


Alegre Teresinha 
Montou um lindo baile 
Ligeiro como um raio 
Eu, ela e o patrão


O povo aplaudindo 
Os dois lados da rua 
História nua e crua 
Heróis da revolução


Alegre Teresinha 
Montou um lindo baile 
Ligeiro como um raio 
Eu, ela e o patrão


O povo aplaudindo 
Os dois lados da rua 
História nua e crua 
Heróis da revolução


O meu Pingo bordado 
Ia mascando o freio 
Num curto galopeio 
Eu puxava a frente


Sentindo no meu corpo 
Sangue farroupilha 
E um dia na coxilha 

Revolução Farrapo 
Dos heróis de outrora 
Representada agora 
Pela mocidade


Graças aos heróis 
De antigamente 
Que hoje toda a gente 
Goza a liberdade


Alegre Teresinha 

Representou em vídeo 
Nossa mulher gaúcha


Na Guerra dos Farrapos 
No livro da história 
Foi a maior vitória 
Na espada e na garrucha


Alegre Teresinha 

Representou em vídeo 
Nossa mulher gaúcha


Na Guerra dos Farrapos 
No livro da história 
Foi a maior vitória 
Na espada e na garrucha


Ao meio-dia em ponto 
O desfile acabou 
O patrão gritou 
Chega pro Galpão


Tem churrasco gordo 
E eu puxei 
Comi carne de vaca 
E tomei chimarrão


Depois veio a sanfona 
E o Pedro Ribeiro 
Compadre, companheiro 
Grande repentista


Cruzamos as idéia 
Num laço de trova 
Fizemos gente nova 
Derrubar a crista


Depois caiu a noite 
E eu falei pra Mary 
A vida é um série 
Tudo tem seu momento


A prova de um desfile 
Tá na capa do disco 
A foto marca o risco 
Desse acontecimento


Mais músicas de Teixeirinha

Oh! de Casa - Oh! de Casa, composição de Adelar e Honeide Bertussi, é a música do vídeo que homenageia este conjunto de tantas tradições no nosso estado. Neste vídeo, imagens obtidas internet do compartilhamento garbo gaúcho

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

GAUDÊNCIO 7 LUAS, Cd Paisagem Interior Participação Especial Marco Aurélio Vasconcelos...


A lua é um tiro ao alvo
E as estrelas, bala e bala
Vêm minuano e eu me salvo
No aconchego, do meu pala
Se troveja a gritaria
Já relampeja minha adaga
Quem não mostra valentia
Já na peleia se apaga
Marquei a paleta da noite
Com o sol
Que é ferro em brasa
O dia veio mugindo
Pra se banhar em água rasa
Pra me aquecer, mate quente
Pra me esfriar, geada fria
Não vai ficar pra semente
Quem nasceu pra ventania... 

Festival ''Canto Xucro Galponeiro''. Música- Gaudêncio sete luas- Vitória Josende Vigil...

Gaudêncio sete luas (Marco Aurélio Vasconcellos) 
A lua é um tiro ao alvo
E as estrelas, bala e bala
Vêm minuano e eu me salvo
No aconchego, do meu pala
Se troveja a gritaria
Já relampeja minha adaga
Quem não mostra valentia
Já na peleia se apaga
Marquei a paleta da noite
Com o sol
Que é ferro em brasa
O dia veio mugindo
Pra se banhar em água rasa
Pra me aquecer, mate quente
Pra me esfriar, geada fria
Não vai ficar pra semente
Quem nasceu pra ventania...

Um chamamento pra festa, da mais pura tradição, te pilcha e vem pro galpão e faça parte desta ronda, da Semana Farroupilha... ♫♪ Viva o 20 de Setembro, e a Semana do Gaúcho. — Orgulho de ser a primeira e MAIOR página gaúcha. Aqui é Campeirismo Puro " Sem abrir mão do autêntico estilo gaúcho..."


domingo, 4 de setembro de 2016

Os Mouros de Ferro da La Invernada - Parte I, II, III, IV e V

A NBC, rede norte-americana de televisão, vai apresentar nos próximos dias uma série sobre o Rio Grande do Sul. E e ainda: (The Way of the Gaucho | National Geographic) - The gaucho is more than just a cowboy. Eschewing city life for the beauty of the countryside, cattle-herding gauchos in Argentina continue to enjoy a rural lifestyle that goes back centuries. (Via You Tube agora).


The Way of the Gaucho - O gaúcho é mais do que apenas um cowboy. Evitando vida da cidade para a beleza do campo, gaúchos gado de pastoreio na Argentina continuam a desfrutar de um estilo de vida rural que remonta séculos.


Quando O Verso Vem Pras Casa - Luiz Marenco

Quando O Verso Vem Pras Casa - Luiz Marenco 
A calma do tarumã, ganhou sombra mais copada
Pela várzea espichada com o sol da tarde caindo
Um pañuelo maragato se abriu no horizonte
Trazendo um novo reponte, prá um fim-de-tarde bem lindo


Daí um verso de campo se chegou da campereada
No lombo de uma gateada frente aberta de respeito
Desencilhou na ramada, já cansado das lonjuras
Mas estampando a figura, campeira, bem do seu jeito


Cevou um mate pura-folha, jujado de maçanilha
E um ventito da coxilha trouxe coplas entre as asas
Prá querência galponeira, onde o verso é mais caseiro
Templado a luz de candeeiro e um "quarto gordo nas brasa"


A mansidão da campanha traz saudade feito açoite
Com olhos negros de noite que ela mesma querenciou
E o verso que tinha sonhos prá rondar na madrugada
Deixou a cancela encostada e a tropa se desgarrou


E o verso sonhou ser várzea com sombra de tarumã
Ser um galo prás manhãs, ou um gateado prá encilha
Sonhou com os olhos da prenda vestidos de primavera
Adormecidos na espera do sol pontear na coxilha


Ficaram arreios suados e o silêncio de esporas
Um cerne com cor de aurora queimando em fogo de chão
Uma cuia e uma bomba recostada na cambona
E uma saudade redomona pelos cantos do galpão

Bah Tchê!!! Aos Santanenses, Diário de um Fronteiriço...

Paisano - Milonga - Nadir Lencina Castilho e Nelson Cardoso 9º Um Canto Para Martin Fierro

Vejam esse link agora ao vivo: Como esta – Estância da Harmonia Ao Vivo Setembro 3rd, 2016 / Acampamento Farroupilha 2016